(19) 3394-1700
(19) 3394-1800
DICAS

 Em breve, mais sugestões para você.

Além da higienização, recomendada a cada seis meses, alguns outros cuidados podem ou devem ser tomados a fim de garantir a potabilidade de nossa água.

É importante se notar a vedação da caixa, para que agentes externos (Partículas do ar, insetos, ratos etc.) não a contaminem e também, cuidar para que estes mesmos agentes não possam entrar pelo extravasor ou "ladrão" da caixa, uma vez que este dispositivo liga diretamente a caixa ao meio externo.

Não descarte óleo usado diretamente em sua rede de esgoto. Este procedimento invariavelmente causa sérios prejuízos à natureza, como impermeabilização do solo, dificultando a infiltração da água da chuva e poluição dos lençóis freáticos.

Acima de 10 Litros de óleo saturado, a retirada já pode ser feita diretamente no local, por meio de agendamento junto ao SAAE pelo telefone:

0800 77 22 195

Muitas pessoas recorrem ao velho uso de Soda Cáustica para solucionar eventuais problemas de entupimentos em suas casas, assim como ao uso de refrigerantes, ácidos, para o mesmo fim. O que poucos sabem, é que na maioria das vezes, este procedimento não solucionará o problema ou o fará apenas momentaneamente.

Havendo muita água entre a entrada do cano até o bloqueio, a desobstrução não ocorrerá, pois a soda cáustica se diluirá no caminho, perdendo sua eficiência que apenas se dá no contato direto com a obstrução.

Em muitas situações, ao contrário do esperado, esta substância poderá solidificar ainda mais a gordura existente na rede. lembramos, que pedras de sabão, por exemplo, são feitas com a mistura de soda cáustica  e gorduras envelhecidas.

Outro fator importante esta no fato de a obstrução não ser de origem orgânica, como sobras de comida e sim por objetos de outras naturezas, que não se desfazem sendo expostos a estas e outras substâncias corrosivas.

Sobretudo, a utilização insegura de soda cáustica pode ainda causar sérios danos a nossa saúde, como queimaduras e ferimentos.

Pela tubulação fornecedora do SAAE:

1 - Feche os registros.

2 - Abra uma torneira por onde a água vem diretamente da rede pública.

até que a água deixe de sair.

3 - Rapidamente, coloque na saída da torneira um copo cheio de água e observe.

(Se a aguá do copo começar a ser sugada pela torneira, há um vazamento no encanamento fornecedor

de água de seu imóvel)

 

Pelo Relógio de água ou Hidrômetro:

1 - Feche todas as torneiras, deixando os registros na parede abertos.

2 - Desligue os aparelhos que utilizam água e neste perído não acione vasos sanitários.

3 - Anote o número atual, ou posição do ponteiro, no leitor de seu hidrômetro e após 1 hora verifique

se há alguma alteração no número anotado.

(Havendo alterações, há vazamento em sua residência ou imóvel.)

 

Pelos canos que saem da Caixa d'àgua:

1 - Feche as torneiras.

2 - Desligue os aparelhos que utilizam água e neste período não acione vasos sanitários.

3 - Feche a torneira da bóia, impedindo a entrada de água na caixa.

4 - Marque o nível de água no reservatório e observe.

(Se após 1 hora o nível de agua abaixou, há um vazamento nos canos que saem da caixa 

abastecendo seu imóvel)

 

Pelo Vaso Sanitário:

1 - Despeje um pouco de borra de café no interior do vaso.

(Se filetes claros de água forem observados em meio a borra, há vazamento na váuvula ou

caixa de descarga de seu imóvel)


< script type="text/javascript"> /* */ < /script> < script type="text/javascript" src="//www.googleadservices.com/pagead/conversion.js"> < /script> < noscript> < div style="display:inline;"> < img height="1" width="1" style="border-style:none;" alt="" src="//www.googleadservices.com/pagead/conversion/995249434/?label=3Y_RCJGZiVsQmprJ2gM&guid=ON&script=0"/> < /div> < /noscript>